Veja o que fazer para tratar picadas de insetos

0
129

Durante o verão, as picadas de insetos mais frequentes são de vespas e abelhas, que cravam seus ferrões carregados de um leve veneno. Se não são tão numerosas, não causam danos e apenas provocam inchação e forte localizada. Mas não podemos nos esquecer das picadas de mosquitos que, embora não sejam tão dolorosas, causam muita coceira e são bastante incômodas. Apesar de afetar todo mundo, especialmente àqueles  que passam sua férias na natureza, devem-se tomar extremas precauções para tratar as picadas de insetos e saber como agir caso ocorram.

Por que faz bem tratar as picadas de insetos com calêndulas?

A calêndula é uma ótima opção para tratar as picadas de insetos, pois no uso externo, apresenta uma potente ação anti-inflamatória, antisséptica, antibiótica e cicatrizante. Por esse motivo, revela-se como um recurso herbário eficaz para proteger a pele em caso  de picadas de insetos, para neutralizar o avanço da infecção, reduzir a inflamação resultante e com a finalidade de aliviar o incômodo daqueles que sofrem com isso.

 

Além da calêndula servir para tratar as picadas de insetos, serve para outros usos?

Esta planta de belas flores amarelas é, na realidade, um dos remédios mais úteis que a natureza oferece para tratar as picadas de insetos e curar vários problemas de pele. Portanto, é indicada também para queimaduras solares leves, escaldaduras por acidentes na cozinha, contusões, golpes e para o tratamento de eczemas, furúnculos e grânulos. Acelera a cicatrização da ferida e estimula a regeneração celular.

Calendula-Oil

Como se utiliza a calêndula para tratar as picadas de insetos?

Aplica-se a maceração dos capítulos florais (associados à lavanda, se desejar) em lavagens, ou compressas sobre a região afetada, bem como a tintura diluída em água  como uma loção aplicada em fricções ou massagem. Pode-se também utilizar o oleato (óleo de calêndula) para tratar as picadas de insetos entre outras, de novo como uma loção e em cremes ou pomadas que o levem como ingrediente principal.

Para tratar as picadas de insetos não esqueça de:

Após a picada de um inseto, a pele inflama e fica irritada, por isso é recomendável lavar bem a região com água fria e um sabonete suave e depois aplicar um tratamento natural. Isso terá uma grande eficácia na redução do inchaço e na sensação de queimadura após a picada.

Propriedades da calêndula

As propriedades da calêndula incluem sua ação adstringente, analgésica, antiabortiva, anti-inflamatória, antifúngica, calmante, cicatrizante, antialérgica, antifúngica, antiviral, reguladora da menstruação, tonificante da pele e bactericida.

Modo de uso da calêndula

As partes usadas da calêndula são suas folhas, flores e caules para fazer chá, infusão, banhos, pomada, cataplasma e tinturas.

  • Infusão de calêndula: colocar 2 colheres de sopa das flores da calêndula em 1 xícara de chá de água fervente e deixar descansar por 5 minutos. Depois coar e beber 1/2 xícara de manhã e meia xícara à noite.
  • Cataplasma de calêndula: Amassar folhas e flores da calêndula em um pano limpo (gaze) e pôr em cima da ferida ou acne, deixando atuar durante 30 minutos.

Efeitos colaterais da calêndula

Não estão descritos efeitos colaterais da calêndula.

Contraindicações da calêndula

A calêndula está contraindicada durante a gravidez.

Indicações

Infecções da pele Tanto no uso tópico como no interno, a calêndula tem propriedades anti-sépticas, depurativas e desintoxicantes e diversas utilizações potenciais. Em loção, creme ou pomada, acelera a cicatrização e combate a infecção, em problemas tão diversos como pequenas queimaduras e escaldões solares, picadas de insectos, borbulhas inflamadas e pustulentas, mastite, cortes e escoriações, erupções com inflamação, hemorróidas c varizes.

Distúbios digestivos
Ingerida (de preferência, em infusão), a calêndula ajuda a curar problemas aparelho digestivo, incluindo úlcera péptica e gastrite. Devido, em parte, à sua ação antifúngica, ajuda a recuperar de infecções gastrointestinais, sobretudo quando associadas a disbiose intestinal e candidíase, e a tratar problemas como acne, infecções na garganta e mastite. Em infusão, conjuga-se bem com ervas como amor-de-hortelão (Galiumapariné), trevo-dos-prados (Trifoliumpraense) e camomila (Chãmomilla reculitd).

Principios Ativos : óleo essencial rico em carotenóides (caroteno, calendulina, licopina), saponinas, flavonóides, cumarinas, resinas e mucilagens. e princípios amargos.

Modo de Usar :

Pomada e tintura – feita com folhas e flores. Usar sobre as partes afetadas 3 a 4 vezes ao dia. A tintura , diluida com água ou fervida, pod eser aplicada diretamente em ferimentos diversos, exercendo excelente ação cicatrizante.

Infusão – 2 colheres de sopa de flores em 1/2 litro de água ou duas colheres de sopa , toma-se 1 xícara de chá antes da refeição principal.

Cataplasma – folhas e flores tenras, socadas e empastadas sobre um pano limpo.

Afecções hepáticas; menstruação dolorosa e insuficiente : em 1 xícara de chá, coloque uma colher de sobremesa de flores e adicione água fervente. Abafe por 10 minutos e adicione água fervente. Abafe por 10 minutos e coe. Tome 1 xícara d e chá, 2 vezes ao dia, antes das principais refeições. No caso de menstruação dolorosa ou insuficiente, comece o tratamento 10 dias antes do início da menstruação.

Fonte: Remédio da Terra