Universidade desenvolve teste para diagnosticar dengue em 3 minutos

0
33

Um novo tipo de exame, capaz de diagnosticar a dengue em poucos minutos, foi desenvolvido por pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco. Essa rapidez é fundamental para salvar vidas.

As pesquisas começaram há dois anos no Departamento de Física da Universidade Federal de Pernambuco. O material usado é uma nanopartícula fluorescente, um líquido que adicionado a uma amostra do DNA extraído do sangue do paciente vai apontar a existência ou não do vírus.

A grande vantagem desse teste é a rapidez no diagnóstico. Enquanto os testes tradicionais levam alguns dias para saber se o paciente está ou não com dengue, com ele o resultado sai em três minutos.

O professor Celso Melo, coordenador da pesquisa, já patenteou o novo método de diagnóstico, que pode servir não só para a dengue, mas também para identificar o DNA de qualquer vírus ou bactéria.

O teste pode custar em torno de cinqüenta centavos. O investimento maior seria na compra de um microscópio apropriado.

“Esse teste poderia dizer se o paciente está infectado e o subtipo da dengue que ele estaria contaminado”, explica o professor.

O exame precisa da aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Para a infectologista do Hospital das Clínicas de Pernambuco, Vera Magalhães, diagnosticar a dengue de forma mais rápida pode significar um grande avanço no combate à doença.

“Na área pediátrica a dengue pode ser confundida com outras viroses, então é importante diagnosticar a dengue logo no início do quadro”, explica.

Fonte: G1