RADIAÇÃO SOLAR

0
31

Washington

A exposição moderada da pele à radiação solar pode ser benéfica para algumas pessoas, ajudando a produzir vitamina D, que protege de certas formas de câncer e de outras doenças.

Cientistas americanos e noruegueses informaram, num estudo divulgado nesta segunda-feira pela revista “Proceedings of the National Academy of Sciences” os benefícios da radiação, que podem ser maiores que o risco de desenvolver câncer de pele.

“Há muito se sabe que a radiação solar é a principal causa do câncer de pele”, lembrou Richart Setlow, biofísico do Laboratório Nacional Brookhaven, do Departamento de Energia dos Estados Unidos.

O grupo liderado por Setlow foi o primeiro a estabelecer que a radiação ultravioleta (UVA) e a luz visível são as causas principais do melanoma maligno, a forma mais letal de câncer de pele. Por isso, recomendam os cientistas, é preciso se proteger dos efeitos da exposição excessiva aos raios solares.

No entanto, Setlow acrescentou que em muitos casos a mesma radiação é a origem da vitamina D nos seres humanos e desempenha uma função protetora em vários tipos de câncer e possivelmente outras doenças.

Examinando a incidência e as taxas de sobrevivência de câncer em diversas latitudes, os cientistas concluíram que, como resultado de uma maior exposição ao sol, os australianos, que vivem perto da linha equatorial, produzem 3,4 vezes mais vitamina D que os habitantes do Reino Unido e 4,8 vezes mais que os escandinavos.

“Existe uma clara variação. Quem vive perto da linha do equador produz mais vitamina D”, disse o cientista.

A equipe também descobriu que a incidência de outros tipos de câncer, como de cólon, pulmão, mama e próstata, também varia conforme a latitude. Ao analisar a taxa de sobrevivência, descobriu que quem vive mais perto do equador tem muito menos possibilidade de morrer de câncer.

“Nossos dados indicam um papel benéfico da vitamina D induzida pelo sol no que se refere ao câncer”, disseram os cientistas. Mas eles insistiram que a radiação é perigosa e recomendaram o uso de protetor solar e maior consumo de vitamina D.

A vitamina D se encontra em muitos alimentos, como o óleo de bacalhau, o leite e os suplementos dietéticos.