Melão (Cucumis melo)

0
146
melao
O melão, originário da Ásia, é a fruta do meloeiro, planta rasteira e herbácea, da família da abóbora e da melancia. Tem formato variável (redondo, oval ou alongado), entre 20 e 25 cm de diâmetro, casca lisa, enrugada ou apresentando nervuras em forma de rede, e cor da casca variando do verde ao amarelo. Sua polpa também varia segundo o tipo, havendo melões amarelados, esverdeados e esbranquiçados.
Em geral, o melão é uma fruta bem aromática, de gosto definido, mas também é possível encontrar melões insípidos, sem gosto particular, ou mesmo amargos. A planta do melão é rasteira, tem folhas grandes, com cinco pontas salientes e suas flores são brancas, algumas vezes amareladas ou alaranjadas, pequenas e frágeis. Geralmente é servido ao natural.
Alimento funcional, além de ser nutritivo produz benefícios para a saúde. Repõe o potássio, necessário para o bom funcionamento do organismo, além de conter glicose, altamente antioxidante, rico em: Vitamina C, E, A, ácido fólico, ácidos orgânicos, além de alguns sais minerais como cálcio, fósforo e ferro. Portanto é desintoxicante, evita o acúmulo de plaquetas, é diurético e reduz riscos de câncer e doenças do coração.
A sabedoria popular costuma utilizá-lo para a recuperação de pessoas debilitadas ou em fase de
convalescença. Ao natural ou em compotas, o melão é um alimento excelente.
O melão tem propriedades refrescantes e hidratantes pois a fruta compõe-se de 90% de água, por isso mesmo, é ideal para as épocas de muito calor. É uma fruta ótima para regimes de emagrecimento.
A compra do melão requer alguns cuidados para se ter certeza que a fruta está em boas condições de consumo. Um melão maduro apresenta as seguintes características: quando comprimido nas extremidades, ceder levemente; suas sementes devem estar soltas (sacuda a fruta e veja se faz ruído); a casca precisa estar bem firme, ter cor forte e não apresentar rachaduras, partes moles ou perfurações de insetos; o perfume da fruta deve estar suave e agradável.
O melão deve ser conservado em lugar fresco e arejado. Assim, ele se mantém em bom estado por uma semana. Se a fruta já estiver madura, convém guardá-la na geladeira. Caso ela esteja aberta, cubra com plástico ou papel de alumínio para que não absorva os odores de outros alimentos. Para apressar o amadurecimento do melão, envolva a fruta em uma folha de jornal por 1 ou 2 dias.
Na cozinha, o mais comum é servir o melão ao natural como entrada ou como sobremesa. Como entrada, ele é preparado com sal ou com gengibre em pó. Um prato conhecido e considerado de paladar sofisticado é o melão com fatias de presunto cru. Como sobremesa, pode ser adoçado com açúcar ou com mel.
Dicas culinárias:
– aproveite as sementes do melão. Lave-as em água corrente e coloque num tabuleiro para secar. Leve ao fogo numa frigideira para que tostem ligeiramente. Depois, polvilhe com sal. Ficam ótimas para acompanhar caipirinha ou uma cerveja bem gelada.
– se o melão estiver muito aguado ou pouco doce, polvilhe com sal. Ele melhora muito.
– o melão fica delicioso quando é regado com um pouco de suco de limão.
Curiosidades:
– Nos Estados Unidos foi cultivado o maior melão do mundo. Ele pesava 90,7 kg.
Partes utilizadas: Fruto
Propriedades medicinais do melão
O melão é produzido por uma planta da família das Cucurbitáceas, originária da Ásia e aclimatada no Brasil. Pertence à mesma família da melancia.
Ajuda a tratar de: Anemias, cansaço físico e mental, contusões, debilidade orgânica, eliminaçaode toxinas, inflamações nas pálpebras, intestino preguiçoso, ressecamento da pele.
– É calmante e diurético.
Utilidades Medicinais:
Disenteria – Triturar as sementes em água e um pouco de mel. Coar. Tomar morno e bem diluído, 3 xícaras por dia.
Estômago, doenças do – Tomar esporadicamente o suco de melão. Substituir refeições por este suco. Triturar as sementes em água e mel; coar e tomar morno e bem diluído, 3 xícaras por dia.
Febre – Proceder como indicado em disenteria, com a diferença de que o liquido ali indicado deve ser tomado fresco em caso de febre.
Hepática, insuficiência – Proceder como indicado em estômago.
Inapetência – Triturar as sementes em água e mel (no liquidificador). Coar e tomar bem diluído, duas horas e meia antes da refeição.
Reumatismo – Fazer refeições só de melão, esporadicamente. Passar um ou dois dias por semana só com melão, quando se deve manter repouso.

fontes: http://www.geocities.com/atine50/frutas/frutas.htm
Essencial – Um guia prático para cuidar da saúde, Editora Nova Cultural Ltda, São Paulo, 2001.
Emater/RS
Curso Básico de Fruticultura – Engº. Agroº. Marco Moro – Escritório Regional da EMATER – Pelotas/RS – 2006.
www.todafruta.com.br Data Edição: 07/07/04

Bibliografia:
As Frutas na Medicina Natural
Alfons Balbach
Daniel S. F. Boarim
Edição Vida Plena
(XX11) 464-3888 – Itaquaquecetuba – SP.

imagem:www.brasilescola.com