Como tratar contusões com a Arnica

0
143
Arnica montana

Com uma contusão, a pele não sofre lesão enquanto não se rompe como ocorre com as feridas, mas o que faz isso são os tecidos subjacentes. Gera dor, inchaço e a região afetada adquire uma coloração escura que, em questão de horas, torna-se roxa. As contusões não têm maior importância desde que o golpe não tenha sido muito violento. Durante as viagens e, sobretudo, com as crianças da casa, sempre ocorrem golpes ou contusões inesperadas que provocam dor ou surgimento de hematoma. Nesses casos, sempre que conveniente, recorrer à arnica para tratar contusões, cuja aplicação rápida gera alívio imediato.

Tratamento da arnica para tratar contusões, não esqueça de:

* Após sofrer uma pancada, é importante uma aplicação fria no local mediante compressas com água fria, bolsas de gelo ou cubinhos.

* Não se deve usar o gelo diretamente sobre a pele e nem deve aplicar durante um tempo prolongado porque pode produzir queimaduras causadas pelo frio.

* Além disso, é importante que se mantenha a região lesionada em repouso, como também a administração de uma pomada ou gel anti-inflamado. Contusões muito severas ou múltiplas devem ser avaliadas por um médico.

contusao-dor

Como se utiliza arnica para tratar contusões?

A arnica é apresentada em forma pulverizada, tintura e óleo de arnica, os quais podem ser usados para elaborar bálsamos, cataplasmas ou pomadas, que são aplicados três vezes ao dia na região contundida. Também pode ser encontrada como extrato fluido e a planta seca e triturada já pronta para elaborar infusões. De fato, podemos  preparar um remédio eficaz com arnica para combater contusões que leva apenas 2 colheres de sopa da planta fresca ou seca de arnica, macerada em azeite de oliva durante duas ou três semanas. Depois, com o auxílio de uma bolsa de gelatina, filtre e guarde dentro de uma garrafa de vidro translúcido. Com essa fórmula, pode-se massagear suavemente a região afetada de 2 a 3 vezes por dia. É ideal para reduzir a dor e o inchaço provocados pela contusão.

Propriedades medicinais

Veja a lista com alguns benefícios:

  • Além de agir como anti-inflamatório, também é analgésica e antisséptica;
  • Combate hemorragias;
  • Ajuda na cicatrização de ferimentos superficiais;
  • Melhora as dores musculares;
  • Ameniza varizes.

Boa parte dessas propriedades se deve à presença dos flavonoides que podem ser encontrados em diferentes partes da planta. Essas substâncias têm várias funções importantes em nosso organismo e, por isso, estão relacionadas ao tratamento de doenças.

Receitas

É muito comum encontrarmos a arnica como componente de pomadas, cremes e outros produtos de uso externo. Para preparar a pomada em casa, basta misturar o extrato de arnica com uma porção de vaselina e utilizar sobre a pele. Outra opção de tratamento é a compressa, feita com a infusão da erva.

Pomada de arnica para tratar contusões

A pomada, que é usada desde a antiguidade, é feita do extrato de flores verdes, e é vendida em farmácias e lojas de produtos naturais. Seu uso é externo e é indicado para problemas como: contusão, hematomas, dores musculares, artrite e artrose e traumatismos. É importante que a pomada seja aplicada ao menos três vezes ao dia no local afetado, acompanhada de uma leve massagem para potencializar seus efeitos.

Chá de arnica para tratar contusões 

O chá, que é feito com as flores, é utilizado como compressa para contusões, reumatismo, dores de cabeça e no alívio de inchaços sendo bastante benéfico para problemas de circulação. É importante destacar que o mesmo deve ser usado externamente, pois a planta possui substâncias que podem provocar vômitos, dores abdominais e aumento da pressão arterial.

Gel de arnica para tratar contusões

O gel de arnica tem função bastante similar à pomada, contudo possui textura diferente e é feito a partir de um extrato concentrado natural da planta. Usado para dores diversas, traumas musculares, hematomas e torções. Pode ser encontrado em farmácias e lojas de produtos naturais.

Cuidados e Precauções

Diferentemente de outras ervas medicinais, a arnica não pode ser ingerida. Seu uso deve ser tópico, ou seja, em partes externas do corpo. Além disso, produtos a base de arnica não devem ser aplicados em feridas abertas ou regiões com mucosas. Existem ainda alguns casos de alergia e dermatite de contato causada pela planta. Dessa forma, é importante seguir as recomendações e não usar a arnica como tratamento sem o acompanhamento de um profissional.

Leia mais sobre em Remédio da Terra